Portuguese English

Olimpicamente Profissional

Jaques Rogge

Profissionalismo no Dirigismo Olímpico

Jacques Rogge o atual presidente do Comité Olímpico Internacional, que terminará o mandato no próximo mês de setembro ao cabo de 12 anos (tempo limite) de liderança da instituição, numa entrevista ao jornal alemão o “Süddeutsche Zeitung” defendeu que o futuro líder da instituição deverá ser pago enquanto profissional. E espera resolver a questão antes do término do seu mandato.

O Que é o Museu Nacional do Desporto?

Pedro Manuel Cardoso (*)

Um Museu do Desporto é definido como um espaço de entretenimento / para experimentar e conhecer o Desporto / através de uma ação interativa, lúdica e educativa / com o público e com a sociedade.

Um Museu para conhecer e compreender o Desporto, onde a Memória se adquire pela prática e pela interatividade.

Olimpismo e Organização do Futuro

Persuasão

Quando Apolo se apaixonou por Cassandra, filha do Rei Priam de Troia, deu-lhe o dom de predizer o futuro, com a condição de ela se lhe entregar. No entanto, Cassandra, depois de receber o dom da previsão, não cumpriu a parte dela do acordo, enganando Apolo. Este, para se vingar, porque não lhe podia tirar aquilo que já lhe tinha dado, isto é, o poder da previsão, em alternativa, suprimiu-lhe o dom da persuasão.

Saldanha Sanches Expresso

Serpa, Homero (1927-2007)

Homero Serpa

Manuel Sérgio, um seu Amigo (*)

Desde que me conheço o conhecia. Era o Homero. Pertencíamos ambos a uma geração que, nos bairros lisboetas de Belém e da Ajuda, proclamava o seu belenensismo, ao mesmo tempo que a alma do Tejo inundava de esperança as nossas próprias almas. Ante os meus olhos passa agora essa extinta freguesia de Belém, onde o Belenenses nasceu, onde no Homero e em mim próprio floriram os primeiros sonhos da nossa juventude e onde o Homero nunca deixou de estar, por mais longe que se encontrasse, empurrado pela sua profissão de jornalista.

.
“Belém é a minha Pátria”, repetia ele, aquecendo-se ao calor da emoção e da saudade.

Os Presidentes do Comité Olímpico de Portugal

Presidentes do COP1912-2013

 

José Manuel Constantino é o 13º presidente do Comité Olímpico de Portugal. Esta perspetiva não acompanha o discurso oficial na medida em que este não considera a existência do Conde de Fontalva nem as duas presidências de Vicente Moura.

Jaime Mauperrin Santos assumiu a lidarança do Comité Olímpico Português no dia 30 de Abril de 1912 data da fundação da instituição. José Manuel Constantino  assumiu a liderança do Comité Olímpico de Portugal no dia 3 de Abril de 2013.

Os presidentes do COP foram os seguintes:

GP Eleições no Comité Olímpico de Portugal

José Manuel Constantino Venceu

José Manuel Constantino venceu as eleições para o Comité Olímpico de Portugal (COP) (92-67). Nunca, desde os anos cinquenta, as eleições foram tão disputadas. Os nossos parabéns ao candidato vencedor bem como a Manuel Marques da Silva na medida em que se existe área social em que só é derrotado quem desiste de lutar é o desporto.

Boletin do Comité Internacional dos Jogos Olímpicos

Bulletin du Comité International

Carta Olímpica II

Valores do Olimpismo

Quais são os valores do Olimpismo?

São, antes de tudo, os valores da competição organizada para um mundo em paz que Pierre de Coubertin foi buscar a Inglaterra à escola pública de Rugby da qual Thomas Arnold (1795-1842), o grande inspirador do desporto moderno, tinha sido diretor. E foram os valores mais nobres e leais da competição para a construção de um Mundo em Paz que levaram Coubertin em 1894 a abandonar o “Comité pour la Propagation des Exercises Physiques” que com Jules Simon (1814-896) tinha fundado em 1888 para fundar o “Comité International des Jeux Olympiques” e a institucionalizar a realização dos Jogos Olímpicos da era moderna a fim de conduzir para os terrenos da competição desportivas as disputas belicistas que, ao tempo, dominavam as relações entre Estados.Segundo a Regra 3 da Carta Olímpica (CO) que trata dos Princípios Fundamentais do Olimpismo este consubstancia-se na:

Carta Olímpica I

Carta Olímpica 2011O Desporto ao Serviço da Humanidade

O Olimpismo é uma filosofia de vida que coloca o desporto ao serviço da humanidade. Na sua versão de 8 de Julho de 2011 a Carta Olímpica (CO) organiza os princípios fundamentais do Olimpismo, das regras e dos textos de aplicação adotados pelo Comité Olímpico Internacional (COI). Regulamenta a organização, as ações e o funcionamento do Movimento Olímpico (MO) e fixa as condições para a celebração dos Jogos Olímpicos (JO). Na sua essência, a CO tem três objetivos principais:

Páginas

Subscreva Fórum Olímpico de Portugal RSS

Menu principal

by Dr. Radut