Portuguese English

Londres 2012 - Relatório Câmara dos Comuns

Jogos Olímpicos de Londres 2012

Relatório da Câmara dos Comuns
.
José Pinto Correia & Gustavo Pires

.Os Jogos de Londres de 2012 foram uma importante vitória inglesa e corresponderam a um percurso estratégico da candidatura, a qual se enquadrava de há muito nos principais objectivos nacionais desportivos e político-económicos, assumidos pelas respectivas forças partidárias esmagadoramente maioritárias no país e correspondendo também a um largo consenso social e das mais relevantes instituições representativas do desporto do Reino Unido.

Agôn - Gestão do Desporto

O Jogo de Zeus

Os gregos antigos viajavam longas distâncias não só para consultarem os oráculos, mas também para participarem nas grandes festas dos jogos. Estes, eram o centro da vida numa comunhão virtuosa entre o homem e a sociedade. De um lado, a deusa Paidia geria a algazarra do divertimento que podia ir até ao êxtase da violência selvagem cantada por Homero. Do outro lado, o deus Ludus promovia a ordem e a excelência da “areté”, através do polissémico conceito de “agôn”.
.
Em 1887, Pierre de Coubertin (1863-1937) lançou ao mundo a ideia de voltar a organizar os Jogos Olímpicos. A partir de então, o Movimento Olímpico moderno assumiu a divisa latina “citius”, “altius”, “fortius”, temperada com o mote “o importante é participar”. Depois, desde que em 1960 a televisão entrou realmente nos Jogos Olímpicos, o desporto transformou-se na actividade de maior magia à escala do Planeta.
.

O Valor do Desporto

Política Portuguesa versus Política Inglesa

 Ana Lúcia Leite

Actualmente é frequente ouvir falar em desenvolvimento sustentável. Mas o que será isto no contexto desportivo?

Na Carta Europeia do Desporto (1993), no seu artigo 10º, são relacionados os dois conceitos, o Desporto e o Desenvolvimento Sustentável, contudo as estratégias e as políticas previstas não contemplam de forma clara esta perspectiva, pois apesar de o desporto se começar a mostrar como uma actividade económica importante ainda é tratado de forma marginal, em especial por alguns países da União Europeia.

Pavilhão Carlos Lopes

Pavilhão Carlos LopesA Cultura Inculta

Gustavo Pires

 

Tal como os gregos antigos, que pela mais profunda das carências criavam os seus deuses para poderem sobreviver num mundo cheio de dificuldade, também na sociedade moderna o Homem tem necessidade de possuir os seus ídolos a fim de melhor suportar as agruras e os sofrimentos da vida. E em reconhecimento, o Homem moderno presta-lhes louvores e oferece-lhes dádivas que lhes hão-de perpetuar o nome para todo o sempre.

Carlos Lopes entre muitos outros, é bem o exemplo daqueles que por feitos valorosos superaram a mediania da mediocridade que comanda a vida das massas anónimas, para se alcandorar aos píncaros da glória e da fama e, desta maneira, como dizia o poeta, da lei da morte se libertar. E, em reconhecimento, os lisboetas atribuíram o seu nome ao mais digno e nobre pavilhão de desportos da sua cidade.

Jogos Olímpicos

Lisboa 2020

Comité Olímpico Internacional

Reunião da Comissão Executiva

Berlim, 13, 14 de Agosto de 2009

A Comissão Executiva (CE) do Comité Olímpico Internacional (COI) aprovou a inclusão do boxe feminino para o programa dos Jogos em Londres em 2012.

Por proposta das respectivas Federações Internacionais, foram ainda introduzidas algumas alterações no programa de canoagem, pentatlo moderno e andebol.

A inclusão de uma prova de pares mistos no ténis é uma decisão que ficou para ser tomada de acordo com as garantias da Federação Internacional, na próxima reunião da Comissão Executiva que acontecerá em Dezembro.

Foram analisadas as propostas de inclusão no programa olímpico de sete modalidades desportivas. A saber: basebol, golfe, karaté, patins em linha, rugby, softball e squash.

A Comissão Executiva irá propor à 121ª sessão do plenário do COI, a acontecer a 2 de Outubro de 2009 em Copenhaga, a inclusão do golfe e do rugby no programa dos Jogos de 2016.

Jacques Rogge

Jacques Rogge foi Reeleito

 Jacques Rogge, 67, nasceu em Ghent na Bélgica e é cirurgião ortopédico.
Tem uma longa e variada experiência no Movimento Olímpico. Participou na modalidade de vela nos Jogos Olímpicos do México (1968), de Munique (1972) e de Montreal (1976). Também foi membro da equipa de rugby nacional belga. Foi presidente do Comité Olímpico da Bélgica de 1989-1992 e presidente dos Comité Olímpico Europeu em 1989. É membro do COI desde 1991 e membro da Comissão Executiva desde 1998. Foi eleito pela primeira vez presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) na 112 ª sessão realizada em Moscovo no ano de 2001. Substituiu o catalão António Samaranch. É o oitavo presidente do COI.
Agora, na 121ª sessão do COI realizada em Copenhaga,  Jacques Rogge foi reeleito para mais um mandato. E disse aos seus colegas:
“Temos muito que fazer”.

Educação Olímpica no Rio de Janeiro

otavio_tavares.jpgNotas Iniciais para o Desenvolvimento de um Modelo

Otávio Tavares
.
A educação é, historicamente falando, um dos pilares fundamentais do Movimento Olímpico. Faz parte de sua missão desde o tempo de seus fundadores, tendo ocupado lugar central nas preocupações de Pierre de Coubertin, seu principal ideólogo e formulador. Ainda que possa, e tenha sido efetivamente sujeita a intenso debate a respeito de suas características e de sua efetividade, a missão educacional deste Movimento permanece como fundamento e justificativa da realização dos Jogos Olímpicos, ocupando lugar permanente no discurso do Comitê Olímpico Internacional especialmente.

ONU & COI

bola de plástico

Desporto & Desenvolvimento Humano

O Secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon no discurso que proferiu na abertura do XIII Congresso Olímpico realizado de 3 a 5 de Outubro de 2009 em Copenhaga, disse:

“o desporto pode ser visto em qualquer parte do mundo. Viajei por países repletos de pobreza. Por comunidades em luta pela sobrevivência. Por lugares devastados pela guerra, onde toda a esperança parecia perdida. De repente, aparecia uma bola feita de sacos plásticos ou de jornais atados com um cordel. E víamos o desporto dar vida aos sonhos e às esperanças.”

E os 1.200 delegados presentes tiveram a oportunidade de perceber a força que o desporto pode ter quando Ban Ki-moon lhes mostrou a referida bola artesanal feita de sacos velhos de plástico atados com um cordel.

Os donos da bola eram crianças pobres dos bairros de Nairobi.

Invictus

Desporto & Política

Aqueles que insistem em afirmar que o desporto nada tem a ver com a política aí está o livro de John Carlin intitulado na tradução portuguesa "Invictus" da “Editorial Presença” . O filme baseado na obra já está em várias salas de cinema do país.
.
O título da versão inglesa é Playing the Enemy – “Nelson Mandela and the Game that Made a Nation”.
.
Na realidade, dizer que o desporto nada tem a ver com a política, perspectiva cunhada por Avery Brundage (1887-1975), que exerceu a liderança do Comité Olímpico Internacional (COI) de 1952 a 1972, provocou ao longo dos últimos sessenta anos não só enormes prejuízos ao desporto como à própria política naquilo a que esta tem de mais nobre.
.
Recomendamos a leitura do livro em questão não só pela compreensão daquilo que o desporto pode desempenhar na construção da identidade nacional, como pelo extraordinário exemplo de Nelson Mandela um dos grandes líderes mundiais de todos os tempos.

Páginas

Subscreva Fórum Olímpico de Portugal RSS

Menu principal