Portuguese English

Guedes, Francisco José Nobre

Francisco José Nobre Guedes (1893-1969)

Francisco José Nobre Guedes nasceu a 12 de fevereiro de 1893 na cidade de Beja.

Concluiu a Licenciatura em Engenharia de Máquinas pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa em 1916.

Em 1916 foi alistado no Regimento de Infantaria n.º 2  e em 1917 integrou o Corpo de Artilharia Pesada que embarcou para França em Outubro de 1917. Por motivos de saúde regressou a Portugal em dezembro do mesmo ano.

Trabalhou como engenheiro na Empresa Electro-Cerâmica, na Fábrica de Material de Guerra de Braço de Prata e na Bateria de Artilharia da Parede, entre outras.

Na administração Pública exerceu o cargo de Diretor-Geral dos Estudos Técnicos e de Secretário-geral do Ministério da Educação.

Foi o primeiro Comissário Nacional da Mocidade Portuguesa. Seguir-se-iam Marcelo Caetano, António Gonçalves Rodrigues e Baltasar Rebelo de Sousa, pai de Marcelo Rebelo de Sousa.

Foi membro do Parlamento e Ministro dos Negócios Estrangeiros em Berlim.

Nobre Guedes era um Germanófilo.

Currículo desportivo

Nobre Guedes praticou boxe, esgrima, futebol, atletismo. Foi campeão universitário. E, no atletismo, campeão nacional do salto em altura sem balanço.

Foi membro do júri das provas de atletismo nos Jogos de Amesterdão (1928).

Como Dirigente Desportivo exerceu a presidência do Clube Internacional de Futebol e da Presidente da Federação Portuguesa de Atletismo. Foi, ainda fundador e presidente da Federação Portuguesa de Boxe.

Foi membro do Comité Olímpico Português a partir de 1919. Exerceu as funções de Secretário-Geral de 1947 a 1954, as de Vice-presidente de 1954 a 1957. Em 1957, depois de uma enorme disputa com José Pontes com quem entrou em conflito acabou por ser eleito Presidente do Comité Olímpico de Português e reconhecido pelo Comité Olímpico Internacional.

Colaborou em diversos jornais e proferiu várias conferências tendo uma significativa obra no domínio dos escritos em matéria de desporto.

Diploma de Mérito

A Newsletter nº 9 de Junho de 1968 do Comité Olímpico Internacional informa que, a 22 de Fevereiro foi inaugurada a Avenida Pierre de Coubertin no Estádio Nacional. À noite foi realizado um jantar comemorativo. Avery Brundage atribui o Diploma de Mérito a Nobre Guedes que por estar doente foi recebido pelo seu filho mais velho. Nobre Guedes viria a falecer pouco mais de um ano e meio depois.

Dificuldades

Nobre Guedes colhido pela doença já não chegou a acabar o mandato. Conforme refere a Newsletter nº 9 de Junho de 1968  o Comité Olímpico Internacional foi notificado pelo Comité Olímpico de Portugal de que o Presidente Nobre Guedes e o Secretário-Geral se encontravam doentes havia um ano pelo que foram substituídos respetivamente pelo Vice-presidente o General Correia Leal e pelo membro do Comité executivo Raul Rodrigues Worm.

Textos de Nobre Guedes:

Coubertin e o Olimpismo

Texto escrito em francês sem data e sem título (o título é nosso) enviado para o Comité Olímpico Internacional. Corresponde a um discurso proferido na rádio muito provavelmente num dia olímpico. Deve coincidir com o início da presidência de Nobre Guedes na medida em que se fica com a ideia de que o autor pretende sossegar Avery Brundage das sua boas intenções e cultura olímpica. Porquê: Porque a eleição de Nobre Guedes para o Comité Olímpico Português decorre de um dos maiores conflitos internos de que o Comité Olímpico de Portugal já passou. Um conflito em que Nobre Guedes afrontou e derrotou o seu anrtecessor José Pontes. Num primeiro momento, o COI e os seus dirigentes estiveram ao lado de José Pontes que além de Presidente do Comité Olímpico Português era membro do Comité Olimpico Internacional. (In: Centro de Estudos Olímpicos  / COI - Lausana - Processo históricoa relativo a Portugal) Ver mais


Alguns Discursos e Escritos do Primeiro Comissário Nacional, 1936-1940. Lisboa: Mocidade Portuguesa, 1940.

O livro retrata a cultura germanófila de Francisco José Nobre Guedes bem como a  doutrina e os métodos da Mocidade Portuguesa.

Assina o prefácio Marcelo Caetano que viria a suceder a Nobre Guedes. O livro documenta os quatro anos da liderança de Nobre Guedes à frente de uma das realizações de maior impacto político e social construídas pelo Estado Novo.


A continuar...

Menu principal

Biografias | by Dr. Radut