Portuguese English

Corrêa Leal, Alexandre Gomes de Lemos

Alexandre Gomes de Lemos Corrêa Leal (1893-1976)

Correia Leal foi um distinto oficial  General da Arma de Artilharia. Participou na Iª Grande Guerra a partir de outubro de 1917 no comando de uma unidade de artilharia pesada incorporada no exército francês.

Foi professor na Escola do Exército de 1927 a 1940 onde lecionou as disciplinas de astronomia, topografia e material de artilharia.

Comandou o 1º Grupo de artilharia antiaérea. Foi chefe dos serviços de cartografia do Exército em 1947. Foi Diretor do Colégio Militar em 1951. Comandante da Escola do Exército a partir de 1952. Diretor da Arma de Artilharia desde 1955

Curriculum desportivo

Enquanto atleta  Corrêa Leal em representação do Clube Internacional de Futebol entre 1912 e 1926 participou em provas de 100m, 200m e 400m tendo estabelecido recordes nacionais naquelas distâncias bem como no salto em comprimento 3x100m e 4x100m.

Ele foi presidente das federações de remo, tiro, atletismo, do pentatlo Moderno e do Clube Internacional de Futebol.

Foi campeão Universitário em 1913 e 1914. Pertenceu à equipa de remo do exército que participou em 1919 na Regata de Paris.

Dirigente desportivo

O General Correia Leal morava na famosa Quinta da Graça à Cruz Quebrada, quer dizer, em frente da atual Faculdade de Motricidade Humana, pela razão de ter ele sido, a partir de 1946 o primeiro Diretor do Estádio Nacional. A Newsletter nº 9 de junho de 1968 do Comité Olímpico Internacional informa que, em 22 de fevereiro, foi inaugurada a Avenida Pierre de Coubertin no Estádio Nacional.

Foi eleito membro do Comité Olímpico Português em 1957 e seu presidente de 1965 a 1972. Contudo devido à doença de Nobre Guedes

A Newsletter nº 9 de Junho de 1968 informa que o Comité Olímpico Português notificou Comité Olímpico de Portugal que o Presidente Nobre Guedes e O Secretário-Geral se encontravam doentes havia um ano pelo que foram substituídos respetivamente pelo Vice-presidente o General Correia Leal e pelo membro do Comité executivo Raul Rodrigues Worm.

Corrêa Leal foi de fundamental importância para superar a crise que tomou conta do Comité Olímpico de Portugal e que permitiu a ascensão de Nobre Guedes ao poder. Foi Correia Leal que fez acabar com as suspeitas que Avery Brundage e Otto Mayer tinham para com Nobre Guedes que a partir de 1955 resolveu afrontar o poder de José Pontes.

Esta sua ação de pacificação do Comité Olímpico Português foi determinante para a sua eleição em 1965 com a seguinte equipa:

  • Vice-Presidente: Gaudêncio Luis da Silva Costa.
  • Secretario general: Raul Rodrigues Worm.
  • Tesoureiro: Fernando Luis Pereira Machado.
  • Membros Francisco Rafael Rodrigues Junior, Vincente de Paulo Martins, Coronel Domingos de Sousa Coutinho (Funchal), Luis Valente Miramon,Lauro Gomes de Amorim.
  • Membros suplentes Tenente Coronel Lélio de Almeida Ribeiro, Tenente Coronel Dr. António Augusto Fernandes Tender, Dr. Francisco Manuel de Bethencourt Conceiçäo Rodrigues.

Corrêa Leal acabaria por falecer em 1972 a meio do seu segundo mandato. Em 1973, foi eleito a título póstumo membro honorário do Comité Olímpico Português.

Documentos

Discurso de Corrêa Leal proferido a 22 de fevereiro de 1968 aquando da visita de Avery Brundage a Lisboa.

Atenção, como o ficheiro é muito pesado demora tempo algum tempo carregar.

A continuar...

Menu principal

Biografias | by Dr. Radut