Portuguese English

Congresso Olímpico Nacional (alternativo)

João Marreiros

(re)Pensar o Movimento Olímpico

A verdade dos factos na criação  do Comité Olímpico Português

João Marreiros

Ao efectuar este trabalho de pesquisa sobre a data da fundação do Comité Olímpico Português, foram consultados, textos, revistas, livros, diapositivos e internet dos investigadores, que são mencionados com a devida vénia: Carlos Cardoso, Gustavo Pires, João Marreiros, Monge da Silva, Orlando Azinhais e Sequeira Andrade.

Encontrei na internet um blogue sobre o Remo. Com a devida vénia a Carlos Henriques que, com artigos desconhecidos sobre a história dos desportos náuticos, pretende colocar a sua beleza em destaque através de documentos relativos ao Comité Olímpico Português, nomeadamente à trágica morte do maratonista Francisco Lázaro nos Jogos Olímpicos que se realizaram no ano de 1912, na cidade de Estocolmo, na Suécia.

É evidente, que uma investigação desta natureza nunca está concluída, por isso, para quem nos lê, todos os elementos que nos forneçam será sempre uma mais-valia para que a reposição da verdade seja um passo largo para quem tutela os organismos desportivos, nomeadamente o Comité Olímpico de Portugal.

Com base nos documentos que fazem história, sentimos que é necessário melhorar a investigação, pois o que fizemos foi somente tentar explicar a divulgação da realidade factual, contudo os factos apontam a data de 30 de Abril de 1912 como a da constituição do Comité Olímpico Portuguez.

Desde o ano de 1988 que sou Membro Efectivo da Academia Olímpica de Portugal, que tem como atribuições o estudo, a investigação e a divulgação do Olimpismo nas manifestações olímpicas, quer na Antiguidade, quer na Era Moderna, as suas causas e os seus efeitos nos campos educativo, filosófico, desportivo, social e político.

Assim, é nessa qualidade que este estudo de investigação, com datas e factos, que estão devidamente provados por documentos originais, acerca do Movimento Olímpico em geral e na criação do Comité Olímpico Português em particular, que este trabalho é apresentado através do Fórum Olímpico de Portugal onde também sou Associado Efectivo.

Como nota final, por vezes escrevemos com a grafia da época, século XIX e XX, como consta do original escrevendo ainda grande parte do trabalho, sem o acordo ortográfico.

Ler o artigo todo (PDF)

Menu principal

Story | by Dr. Radut